Andy Summers

Andy Summers nasceu em 1942 em Poulton-le-Fylde, Inglaterra. Alcançou a fama no início dos anos 80 como guitarrista da banda de rock multimilionária The Police, que dominou a cena musical da época e recebeu inúmeras premiações. Enquanto guitarrista, carregava sua câmera Leica para todos os lugares, fotografando os bastidores dos shows e turnês da banda. Em meados da década de 1980, os membros do The Police decidiram seguir diferentes caminhos e o guitarrista passou a dedicar ainda mais tempo à câmera fotográfica.

Suas imagens são assumidas como diários visuais e traçam paralelos entre as qualidades da fotografia e da música. Em suas palavras: “A música e a fotografia são espíritos afins, pois são artes não-verbais que podem ter termos intercambiáveis.”. Experimentando com diferentes tipos de filmes, lentes, ângulos e composições, sua produção une sua paixão pela música e suas viagens ao redor do mundo. 

Fotografando ativamente desde 1979, Andy Summers conta com inúmeras exposições em importantes galerias e museus ao redor do mundo. Publicou os fotolivros Throb (1983), I’ll be watching you: inside The Police 1980-83 (2007), Desirer walks the streets (2009) e A certain strangeness (2019) e recebeu diversos prêmios como a nomeação de Chevalier d’Ordre des Arts et des Lettres pelo governo francês (2007), doutoramento honoris causa pela Bournemouth University (2008), Lifetime Achievement Award, Rolando and BOSS (2017), e tantos outros referentes à sua carreira musical. 

Em 2015 a Leica Gallery São Paulo o recebeu para a exposição Del Mondo, composta por registros da vida do artista na estrada, em turnês com a banda The Police, e imagens de sua passagem pelas cidades de Los Angeles, Tóquio, Londres, Bali, Nepal e Macau.