Érico Hiller

Érico Hiller nasceu em 1976 em Belo Horizonte (MG), mas adotou São Paulo como cidade para residir. Enquanto cursava a Faculdade de Comunicação Social da ESPM encontrou-se na fotografia – um interesse que já possuía desde pequeno. Aos 26 anos assumiu-se como fotógrafo profissional e passou a dedicar-se exclusivamente à sua paixão por criar histórias visuais.

Seus projetos apresentam um caráter documental e tratam de situações urgentes relacionadas às temáticas ambientais e humanitárias. Buscando trazer conscientização, Hiller nos convida a adentrar um universo não só de informação, mas de profunda reflexão sobre como nós tratamos a vida. Hiller viajou para mais de 50 países e conheceu grande parte do Brasil retratando a humanidade e sua pluralidade, sua finitude e incoerência e também as mais belas paisagens naturais.

Suas imagens já foram veiculadas em revistas como National Geographic, Marie Claire e Rolling Stones e propiciaram a publicação de seus quatro livros: Emergentes (2008), Ameaçados (2012), A Jornada do Rinoceronte (2016) e Marcha do Sal (2018). Atualmente Érico Hiller presta serviços para empresas, ONGs e ministra palestras mostrando seus trabalhos documentais para um grande público.

Em 2016, a Leica Gallery São Paulo o recebeu para a exposição Jornada do Rinoceronte e Diários de Viagem, unindo seus dois projetos homônimos. E em 2018 apresentou a exposição A Marcha do Sal composta por imagens produzidas durante  sua peregrinação de 400 km a pé pelo oeste da Índia.