Ralph Gibson

Ralph Gibson nasceu em 1939 em Los Angeles. Começou sua trajetória estudando fotografia enquanto estava na marinha americana de 1956 a 1960. Dando continuidade a seus estudos, Gibson ingressos na San Francisco Art Institute, onde começou a desenvolver sua linguagem artística usando uma câmera Leica. Graduou-se em 1962 e iniciou sua carreira profissional trabalhando ao lado dos grandes documentaristas Dorothea Lange e Robert Frank, com quem aperfeiçoou suas técnicas de luz e enquadramento.

Suas imagens incorporam elementos eróticos e misteriosos, que constroem narrativas surreais e minimalistas. Unindo técnica e expressão, suas fotografias são esculpidas como as artes dos grandes mestres e trabalham o contraste entre preto e branco com muita poesia.

Fascinado por fotolivros, Gibson tem mais de 40 livros publicados, dentre os quais Syntax foi nomeado para o Rencontres d’Arles Book Awards de 1983. 

Suas fotografias integram importantes coleções internacionais como a do Metropolitan Museum of Art, Museum of Modern Art (MoMA) e a Bibliotheque Nationale de France. Recebeu inúmeros prêmios como  “150 Years of Photography” Award, Photographic Society of Japan (1989), a Grande Medaille de la Ville d’Arles (1994) e o Lucie Award of lifetime achievement (2008). Além disso foi condecorado Officier de L’Ordre des Arts et des Lettres (1986), nomeado Commandeur de L’Ordre des Arts et des Lettres (2005) pelo governo francês e recebeu dois doutoramentos honoris causa de Artes Plásticas, um pela University of Maryland (1991) e outro pela Ohio Wesleyan University (1998).

Ralph Gibson trabalha exclusivamente com câmeras Leica há quase 50 anos.